Hello from Mouraz





Hello, long time without publishing a post, a lot of work and things happened, no time to blogging...
We received 2 Silver Medal in Decanter World Wine Awards 2009, with the red wines CASA de MOURAZ Dão 2007 and the CASA de MOURAZ Private Selection Dão 2006. It was great news!!

He have been in Copenhagen, in a presentation of La Renaissance des Appellations, the 30th May. It was not very organized but it was a good time there, in the sunny Denmark. And it was the oportunity to be with Maria, Dinis and the little Mateus, good friends who live in Malmo, Sweden.
video
We had also the party of Goliardos, the 4th Aniversary, in the restaurant Jardim dos Sentidos. We have presented some of our wines, also with other producers such as Vinha Paz, Quinta da Pellada, Quinta do Dorado, Casal Figueira, Quinta das Baldias...

And what's happened in the vineyards? Let's go to see the pictures...


1 comentário:

Raul e Joel Carvalho disse...

Bom, ainda não tivemos o privilégio de provar esta iguaria nem colocar no nosso blog de critica de vinhos...

http://do-nariz-a-boca.blogspot.com/

Espero que futuramente nos passe "pelos lábios".

Abraços Dr. António,

manos Carvalho

Uma parte da história, por António Lopes Ribeiro

Nasci em Dezembro de 1970, numa casa de granito construída pelo meu pai, António Ribeiro, num terreno herdado pela minha mãe, Maria Fernanda, outrora pertença do meu avô que por sua vez o tinha recebido do meu bisavô. A pedra utilizada na sua construção foi, ela própria, arrancada nesse terreno. Segundo conta o meu pai, hoje com mais de 80 anos, a casa e os armazéns demoraram dois anos a construir. De uma terra inóspita e praticamente inculta nasceu uma bela construção e vários terraços perfeitamente aráveis, onde viria a nascer a vinha do Outeiro. Conta também que, nesse ano, em virtude da grande preocupação com a obra, perdeu praticamente toda a colheita de vinho...

Mesmo assim ainda teve tempo para plantar uma nova vinha. Nasci sobre uma adega, com cubas de betão, lagar e tonéis. Em Dezembro os vinhos ainda se ajeitavam no interior do vasilhame e os seus aromas atravessavam o tabuado que separava a adega do meu quarto. Sou o quarto filho, irmão de Adriano, Hélder e Jorge.